Stella Diamonds Sacola

0

AMAGOLD

A Amagold, órgão que certifica o teor de ouro em joias fabricadas no Brasil, faz um excelente trabalho.

Os associados (fabricantes) passam por fiscalização e rastreio. O objetivo é identificar o teor de qualidade do ouro desde a fundição da matéria-prima até sua expedição.

É uma segurança para os consumidores em saber realmente o que estão comprando.

COMPOSIÇÃO DAS CORES

O ouro, como encontrado na natureza, é um metal muito macio que amassa facilmente. Desde modo, ele precisa da ajuda de outros metais para ser manejado na ourivesaria e usado pelas pessoas.

Mas o homem descobriu que ao combiná-lo com outros metais, além de proporcionar dureza, poderia também criar lindas tonalidades.

TEOR

No Brasil, o padrão de teor é o 18K, também chamado de 18 quilates. São 18 partes de ouro puro para 6 partes de uma liga composta por outros metais, que conferem dureza e cor ao anel, totalizando 24 partes.

Em alguns países, como os Estados Unidos, o padrão de teor é 14K. Ele leva em sua composição 58,3% de ouro puro e 41,7% de liga com outros metais. Chama-se 14K justamente porque são 14 partes de ouro puro para 10 partes de liga, somando as 24 partes. Já na China, o teor padrão é 24K e na Índia 22K.

QUILATE OU KARAT?

O termo quilate pode causar confusão considerando que pode ter dois significados diferentes: grau de pureza do ouro ou peso do diamante. Quando falamos do ouro, ele é representado com a letra k, referindo-se ao termo em inglês karat. Então, o termo ‘karat’ não significa o peso, mas sim a pureza do ouro de um anel. No que se refere ao diamante, o peso da pedra também é referido como quilate, sendo que 1 quilate é igual a 200 miligramas ou 0,2 gramas (1ct = 0,2g). Ainda, 100 pontos é sinônimo de 1 quilate. Sendo apenas outra forma de se referir ao peso do diamante.

CORES DO OURO

Você sabia que a cor do ouro é obtida por meio da mistura do ouro puro com outros metais preciosos, como paládio, prata e cobre?

Leia mais.